Como era ser mãe nos anos 80!

A maternidade é um momento único na vida da mulher, mas por ser tão única como ouvimos falar e como vemos nas redes sociais, acabamos por imaginar um momento perfeito e sem pedras no caminho.

E quando acontece algo, como uma simples ânsia de vômito, já começamos a complicar esse momento, nos levando do êxtase de ser mãe, ao sofrimento que isso vai ser na nossa vida.

A culpa disso…. o sofrimento daquilo…. a incompreensão do fulano… o mimimi de ciclano… escolhas erradas e por ai vai!

Queremos ser mãe, mas não queremos mudar a nossa rotina, a alimentação, o exemplo, as viagens, o corpo e etc….

Lemos tudo que aparece na frente em blogs/vlogs de maternidade perfeita, livros de como fazer o filho dormir, o que está acontecendo mês a mês com o seu corpo…

As redes sociais nos deixa informadas em tempo real de todas as tragédias com as crianças do mundo inteiro e com isso vem um monte de besteiras em nossa cabeça!

A informação é bombardeada de todos os lados, que começamos a ficar neuróticas!!!

E essa a diferença das mães dos anos 80! Elas não tinham nem metade do que passamos hoje! Se elas nem quisessem saber o que estava acontecendo no Jornal Nacional, elas nem ligavam a televisão! E não era só isso!

Olha o que NÃO EXISTIA, para deixar elas tão cansadas como nós:

  1. Festas e mais festas de Mêsversário, Chá Revelação, Chá de Fraldas, Chá de Hibisco, Chá de Gengibre, Chá Verde, Glúten, tela de proteção para tudo, pscicologos infantis, listas de tudo….
  2. Redes Sociais para ver a vida da outra mãe como é perfeita e a nossa não, para ver a incrível transformação das artistas que voltam ao corpo assim que saem da maternidade;
  3. Quase ninguém olhando e julgando as besteiras que elas faziam (só aquela vizinha fofoqueira e olha lá…kkk)
  4. Os avós eram muito mais presentes, sem a necessidade de estarem velhos e trabalhando, como nossos pais hoje precisam…
  5. Não existia a internet mostrando tudo que acontece de pior no mundo e em tempo real e para mostrar que podem acontecer com os nossos bebês;
  6. Os alimentos eram mais naturais, pois hoje mesmo a gente querendo acertar, erramos nas escolhas dos alimentos dos nossos filhos;
  7. Nós os filhos, podíamos brincar na rua, sem medo dos pedófilos, assaltantes, sequestros e ainda por cima gastávamos tanta energia e caloria, que não eramos obesos e nem estávamos perto disso;
  8. Para estudar bastava nos prender no quarto depois fazer uma chamada oral (quando eles precisavam fazer chamada, pois só de ameaçar a gente já estudava). Hoje mesmo prendendo no quarto, precisamos desligar o notebook, celular, Netflix, e ficar de olho para eles focarem no caderno.
  9. Sucesso para elas era ter os filhos bem cuidados e a casa em ordem. Sucesso para nós hoje é: Filho bem cuidado, casa em ordem, barriga tanquinho, sucesso na carreira sem abrir mão dos filhos, viajar pelo mundo, liberdade, igualdade de gênero, likes e seguidores nas redes sociais, cabelo perfeito, saber se maquiar igual ao profissional, sobrancelhas bem feitas de preferência com design e micropigmentada, tatuagem, filhos comendo frutas e verduras e por ai vai….
  10. As mães dos anos 80 podiam fazer as escolhas que queriam, que não tinham milhares de dedos apontados em direção dela. Podiam decidir o parto que queriam, trabalhar ou não fora, deixar os filhos com a empregada sem culpa, não sabiam os males que tinham os fast food, podiam deixar a gente na TV assistindo Bozo, Xuxa, Chaves (mesmo que o Kiko passasse a lingua no ferro para ver se estava quente), Pica Pau (maldoso e só ferrando os outros) que isso não fazia mal e hoje crescemos sem transtornos ou traumas por conta disso!

Nos anos 80 tudo era mais simples!

Hoje o mundo evoluiu e as crianças também! Mas o que não podemos fazer, é deixar a vida ser levada de uma maneira tão pesada, tão cheia de culpa e tão cheia de cobrança.

Acho que hoje nós mães jovens, temos muitas informações e damos mais importância a cada uma delas, como se fosso um grande problema a seguir.

Ouvir a nossa mãe hoje, achamos um retrocesso. Acho que a questão é aceitarmos mais sugestões e entender que elas tem muito mais experiência de vida.

Elas não usavam técnicas arcaicas para curar uma dor de barriga e nunca precisavam correr ao pediatra se tivéssemos essa dor. Usavam técnicas naturais, que aprenderam com suas mães e suas avós e sempre funcionava.

Porque não funcionaria agora? O que a evolução tem haver com isso?

A evolução ajuda na solução de problemas que não conseguiam ser resolvidos de forma natural.

Hoje nos preocupamos muito com coisas que não tem problemas, por isso nos sobrecarregamos a acabamos sendo infelizes. Nos culpamos por coisas pequenas que fazem parte da nossa vida e que só atrapalham a evolução emocional dos nossos filhos!

Vamos refletir? Eu já comecei!

Abraços

Juliana B. Marinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: